Fala Galera! Tudo bem?

Como vocês já sabem, ocorreu a XVIII Bienal do Livro do Rio de Janeiro e o Química Literária esteve lá conferindo o evento nos dias 02/09 e 03/09. Queremos dividir através deste post um pouco do que vivenciamos lá.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como fomos num final de semana, os dois dias estavam bastante cheios e tivemos dificuldade de acessar alguns estandes, como o da Editora Rocco. A Editora fez um trabalho incrível com o cenário do estande homenageando fortemente Harry Potter, mas pecou ao colocar pontos para os leitores tirarem fotos dentro do estande, impedindo que possíveis compradores entrassem e se locomovessem de forma fácil.

Gostaríamos de destacar a dificuldade para acesso do pessoal que comprou os ingressos com antecedência pela internet, pois tiveram que enfrentar uma fila muito maior que aqueles que compraram na hora, o que fez com que a taxa de “conveniência” paga pela internet ser na verdade uma taxa de inconveniência. 

Como esperado, editoras grandes montaram enormes estandes, porém, seus preços não diferiam dos mesmos do dia-a-dia e muitos perdiam no fator preço para as compras feitas nos sites da Amazon ou da Submarino. 

Talvez o maior destaque que pudemos dar ao evento nesses dois dias que fomos foi para o Estande Geek & Quadrinhos. O mesmo contava com duas áreas. Uma onde ocorriam atividades para adultos e crianças durante todo o período do evento, com jogos e brincadeiras. E a outra onde ocorreram diversos bate-papos tratando de tópicos dentro do mundo geek.

Tivemos a oportunidade de participar de três atividades no Geek & Quadrinhos, inclusive um deles foi um quiz no qual conseguimos ganhar um incrível quadrinho de brinde:

Neste mesmo dia tivemos a oportunidade de conhecer os incríveis Affonso Solano e Diogo Braga do Podcast Matando Robôs Gigantes.

Rachel (QL) e Hugo (colaborador QL) junto com o Diogo Braga (MRG).
Cadu (QL) e Affonso Solano (MRG).

No fim, o saldo do evento foi positivo. Com paciência e garimpando, pudemos obter alguns bons títulos por um preço bem em conta. Ficamos apenas sentindo a falta da Hanna Lisa, que teve um outro evento para ir e não pode nos acompanhar nessa empreitada. 

Agora, esperamos poder comparecer na Bienal de São Paulo, no ano que vem. 

Se quiser se divertir um pouco com algumas histórias sobre a Bienal do Livro, cliquem aqui e ouçam nosso programa.

Química Literária

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *